Pato Nerd 02: Jogando Child of Light

Child of light, mais que um jogo, uma obra de arte!

O que acha da idéia de jogar um RPG de primeira produzido pela Ubisoft Montreal.
Com uma história e gráficos que fogem do tradicional.
Que com coragem inova, sem medo do perigo.
Curta a jornada de Aurora e seu Vagalume amigo

Child of light: O feitiço do tempo

A mecânica do jogo é o primeiro ponto legal.
Child of light é um RPG tático de batalhas em turno sem igual.
A ordem dos ataques é definida pela barra de tempo,
A velocidade do ataque influi  em quem faz o primeiro movimento.
Um ataque mais rápido e mais fraco pode ser vantajoso.
Dá para interromper o golpe de um inimigo e atacar de novo.

Outra coisa boa é o Vagalume.                                                                                     Ele pode pegar itens no cenário e brilhar, como é de costume.
Enquanto brilha durante as lutas, cura você e paralisa um inimigo,
O que gasta sua barra de energia como castigo.

Bom também são o sistema de evolução dos personagens, no qual você escolhe como evoluir algum um atributo ou magia.
E a combinação de Oculis, que combinados podem melhorar seus atributos, MP ou energia.

Child of light: A Pintura em movimento

Talvez a primeira reação de qualquer um com a beleza dos gráficos e a fluidez de seu movimento,
É ficar maravilhado e congelar por um momento.
O jogo enfeita sua tela com uma animação em 2D como seu instrumento,                                                                                                                     Dando belas cores para nossa protagonista ruiva arrasar com seus cabelos ao vento.
Parece que liberdade dada, permitiu trazer um jogo que é fora do convencional,                                                                                                                         E a subsidiária canadense da Ubisoft, o fez assim em tudo, inclusive no visual.

Child of light: A História de Aurora

O Enredo do jogo é seu destaque principal,                                                 Que se assemelha a um conto de fadas, rimado do início ao seu final.

A história inicia com a jovem menina Aurora,                                                     Filha de um duque Austríaco e de sua mãe que muito cedo viu a vida ir embora.                                                                                                                     Nossa protagonista, subitamente cai em um sono profundo                     Aparentando morta, leva o desespero ao coração de seu pai, entristecendo seu mundo.

A heroína dos cabelos de fogo acorda em um reino estranho chamado Lemuria                                                                                                           Que sofre pela Rainha Negra ter lhe roubado o sol, a lua e as estrelas. dominada por sua fúria.                                                             Restando a Aurora, ajudar o povo Lemuriano,                                   Enquanto segue a jornada em busca do caminho de casa. (Não rimei? Foi engano!)

Child of light: A glória Sonora

Desde a abertura até o embate final, cada pequeno som deste jogo é lindo.
A música ajuda no clima, empolga na batalha, emociona quando necessário e deixa tudo tinindo .
Pena que no meu PS3 ela fique falhando se fizer a atualização 1.02. Por isso antes de jogar desligo a internet e entro no game depois .

 

Belo jogo, com mecânica de muito simples e intuitiva
um dos meus TOP’s de 2014. Vá jogar, tome a iniciativa.

Ééé…
Quééé!

Compartilhar agrega valor...Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
  • Carlos Felipe

    Child of light é realmente muito bom, joguei por pouco tempo por falta de oportunidade mas já foi o bastante pra notar a qualidade do jogo.
    Obs: o vagalume pra min é como a navi (fadinha do link) SSJ 2…rsrsrs