Pato Otaku 03: Mitologia – Son Goku

Nosso querido Son Goku ou Kakaroto tem sua origem na china dá pra acreditar?

Diferente do que muita gente pensa, o garoto com cauda de macaco tem inspiração direta na mitologia chinesa.

Mitologia chinesa, que assim como a nórdica e a greco-romana, tem muitos exageros.

A lenda de Son Goku (ou quase…)

O nome do personagem da lenda é Sun Wukong, sendo “Sun” uma alusão da origem semia e “Wukong” que significa alerta do nada.  Sun nasceu de uma rocha mágica e logo se tornou líder dos macacos por ter descoberto a caverna da cortina da água (shui lian dong). Local que virou lar do grande rei macaco e seu clã.

Porém apesar de ser forte, o líder do clã ainda era mortal e insatisfeito com sua condição viajou em busca da imortalidade, foi quando encontrou e se tornou discípulo do patriarca budista-taoista Bodhi.

Bodhi estava relutante em passar seus ensinamentos a um pupilo não humano, mas Sun e sua tenacidade, impressionaram o budista que logo mudou de opinião lhe dando um nome e ensinando a Sun a língua humana.

Com o tempo Sun se tornou o aluno favorito de Bodhi que passou a lhe ensinar varias artes mágicas. Sun aprendeu 72 transformações, andar sobre nuvens (andar sobre nuvens acho que já vi isso em algum lugar… rsrsr), Jīndǒuyún uma técnica que permite que salte 54.000 km, e também passou a poder transformar cada pelo de seu corpo em um objeto ou animal sendo capaz de fazer copias até de si mesmo, através de seus pelos.

Sun ficou orgulhoso e arrogante com todo poder que adquiriu, passando a destratar os outros discípulos de Bodhi, essa atitude desagradou muito seu mestre que o expulsou do templo e ordenou que nunca contasse a ninguém sobre a origem de suas capacidades.

Expulso do templo Sun passou a ser um dos demônios mais influentes do mundo e partiu em nova jornada, dessa vez não atrás da imortalidade, mas sim em busca de uma arma a sua altura.

Sun mergulhou nos oceanos e pegou o cajado dourado (Ruyi Jingu Bang) objeto utilizado originalmente por Dà-Yǔ para medir a profundidade do oceano. O cajado ficou conhecido como o pilar dos sete mares. Ele pesava 8,1 toneladas e mudava de tamanho de acordo com a vontade do mestre como também pode se multiplicar (bastão mágico é você?).

As divindades dos mares não ficaram muito contentes com o roubo do tesouro dos mares.  Então Sun enfrentou e derrotou os dragões dos quatro mares e os forçou-lhes a darem as melhores partes de suas armaduras sagradas, uma cota de malha dourada, uma capa com malhas de fênix e botas saltadoras de nuvens.

Pouco depois dos feitos as divindades do inferno vieram tomar a alma de Sun para reencarnar como fazem com todos os seres vivos, mas Sun não só se recusou, como após derrotar as divindades do inferno, apagou o nome de todos os macacos que conhecia do livro da vida e da morte.

Foi então que o rei dragão e os cavaleiros do inferno recorreram aos superiores e pediram ajuda ao imperador de jade, o grande senhor do reino celestial.

O imperador de jade ofereceu ao rei macaco um lugar no reino celestial junto aos Deuses porem ele seria o protetor dos cavalos, posto mais baixo do paraíso sua obrigação era cuidar dos estábulos do mundo celestial, tal função mesmo ao lado dos Deuses não é compatível com sua personalidade orgulhosa, e logo se rebelou.

Em sua rebelião Sun se aliou aos demônios mais poderosos da terra, soltou todos os cavalos do paraíso e se autonomeou “O Grande Sábio” suas atitudes forçaram os Deuses a aceitarem seu titulo autonomeado para evitar uma guerra.

Mas mesmo assim os Deuses não aceitavam o rei macaco no mundo celestial e quando Sun descobriu que não era aceito, ele se revoltou mais uma vez roubando o pêssego da imortalidade (Xi Wangmu), as pílulas da longevidade (Lao Tzu) e o vinho real do imperador jade.

Então ele fugiu e se preparou para a guerra na qual acabou derrotando o exército dos Deuses.

Sem opções o rei jade apelou para Buda, que apostou com o rei macaco que ele não seria capaz de escapar de sua mão. Sun confiante em suas habilidades aceitou a aposta e depois de saltar quilômetros e quilômetros rapidamente, chegou a cinco pilares dourados na qual acreditou ser o fim do universo, mas na verdade eram os cinco dedos do Buda, que com o mantra Om mani padme hum escrito em letras douradas,  selou Sun por 500 anos.

macaco-uma-jornada-para-o-oeste

500 anos depois, Sun passou a proteger os monges em busca de redenção de seus crimes. Ele ficou sobre tutela do budista Xuanzang que recebeu um presente de Buda para parar Sun, caso ele saísse de controle, mas, Sun foi fiel e não causou mais problemas.

E aí gostou? Agora sabe de onde vem a história de Goku, o maior Sayajin de todos os tempos?

 

colaborador até o momento anônimo

 

Este post foi escrito por “Colaborador ATÉ O MOMENTO anônimo”

 

pato

 

Editado pelo “Pato”, que nunca leu Macaco – Uma Jornada para o Oeste. 

Compartilhar agrega valor...Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone
  • Hamilton Diniz

    muito bom